You are currently viewing Lesões oculares no esporte são mais comuns do que se imagina. Saiba como evita-las

Lesões oculares no esporte são mais comuns do que se imagina. Saiba como evita-las

  • Post category:Oftalmologia

A importância do esporte para manutenção da saúde física e mental, inclusive na prevenção de algumas doenças, é indiscutível. Contudo, é importante estar atento aos cuidados que devem ser tomados para praticar um esporte com segurança, sem riscos de lesões, inclusive, as lesões oculares, que são mais frequentes do que se imagina durante uma prática esportiva, e podem causar danos irreversíveis à visão do atleta, seja ele amador ou mesmo profissional.

Nos esportes, os traumas oculares acontecem por contato (mão ou cotovelo de outro jogador, em esportes como futebol e basquete), ou por pancadas com bola em esportes como o paintball e tênis. Por isso, é importante usar protetores para a prática de esportes. Para se ter uma ideia, uma bola de tênis em um lance normal pode chegar a cerca de 200km/hora. Se atingir os olhos, ocasiona danos graves que vão desde hemorragias, glaucoma pós trauma e até deslocamento de retina.

Copa do Mundo de Futebol e as lesões oculares

Com a temporada de Copa do Mundo acontecendo nestes meses de novembro e dezembro, as preocupações com lesões em campo aumentam, não só com os nossos jogadores profissionais, mas também com os atletas de fim de semana que aproveitam o clima do torneio para se divertir com os amigos.

No Brasil, o futebol nos traz alguns exemplos de jogadores que tiveram contusões oculares sérias, algumas inclusive que foram responsáveis pelo afastamento precoce de craques dos campos. Foi o caso do Tostão, o camisa 9 da seleção tricampeã de 1970, que descolou a retina ao receber uma pancada durante um jogo e sua carreira foi colocada em xeque. Outro caso sério foi o do Viola, que teve uma fratura no ‘assoalho da órbita’ (osso de sustentação) do globo ocular direito ao receber uma cotovelada acidental na decisão do Campeonato Brasileiro, em 1997. Ele foi submetido a uma cirurgia reparadora da face.

Em 2018, o jogador Bruno Henrique, atacante do Santos, voltou a jogar depois de quase ter que abandonar o futebol. Ele levou uma bolada em um jogo do campeonato paulista daquele ano e sofreu cinco lesões diferentes no olho direito, teve ruptura na retina, rompimento de vasos sanguíneos e problemas no nervo ótico e na mácula. Foram quase quatro meses de incertezas até conseguir controlar as hemorragias e tratar as lesões oculares.

Uma das possibilidades para evitar danos aos olhos em esportes como o futebol é usar óculos esportivos, principalmente para os jogadores que já apresentam problemas de visão como altos graus de miopia e astigmatismo, entre outros. Mas, o uso de óculos em campo foi um tabu durante muito tempo. Por quase 150 anos, a FIFA proibiu o acessório em campo. A autorização só veio em 2010, ano da copa da África, e desde que o árbitro se certificasse que os óculos não representariam um risco de ferimento ao atleta e demais companheiros de jogo.

Como evitar as lesões oculares

Citados os exemplos de lesões graves acima, chegou a hora de saber como evitar as lesões oculares durante as práticas esportivas. Mesmo para quem pratica apenas por lazer ou sem compromisso. Confira quatro cuidados essenciais para praticar esporte ou treinar com segurança:

Não utilize óculos com lentes de grau comum

No caso de esportes com bolas, ou que exijam força e grandes impactos, a utilização de óculos de grau tradicionais pode não ser seguro. O choque com os óculos pode quebrar as lentes e os pequenos fragmentos causar cortes e lesões. Sem falar que os óculos embaçam com o suor, dificultando a performance. O ideal é optar por lentes de contato gelatinosas ou por modelos de óculos específicos para cada tipo de atividade, com lentes de policarbonato que são muito resistentes à impactos.

Proteja os olhos da radiação solar

Já não é novidade para ninguém que a radiação solar faz mal para a saúde, inclusive a dos olhos. Mesmo naqueles diz nublados, os raios UV estão presentes e tem relação com danos irreversíveis na visão, como a degeneração macular e o surgimento de tumores oculares. Sempre que praticar esportes ao ar livre, como no caso do beach tennis, esporte que se popularizou nos últimos anos, utilize viseiras ou bonés para que a radiação solar não incida diretamente nos olhos. Outra dica importante é o uso de óculos escuros com proteção UV, sempre dando preferência aos modelos específicos para cada esporte.

Tente evitar impactos

Claro que em uma prática esportiva todos estão sujeitos a impactos e traumas. Mas, tente evitar ao máximo. Um forte impacto na região dos olhos, como vimos, pode ocasionar descolamento de retina. Já impacto contra objetos cortantes podem causar alterações graves no globo ocular.

Seja prudente e mantenha a segurança

Tente se manter sempre seguro ao praticar esportes, seja um iniciante ou veterano. Se possível, compre ou alugue os equipamentos básicos relacionados ao esporte que vai praticar. Em jogos que envolvam bolas, evite as cabeçadas com a parte frontal e também os choques com outros jogadores. Divirta-se com segurança!

Não se esqueça que o melhor jeito de evitar problemas oculares é a prevenção. Então, aproveite também para marcar uma consulta com oftalmologista antes de iniciar sua prática esportiva. Tire suas dúvidas com os especialistas do Centro Oftalmológico Integrado – COI.