olho com laser (cirurgia refrativa)

Cirurgia refrativa: o que é e como funciona? 

Com o progresso da oftalmologia ouvimos falar cada vez mais sobre cirurgia refrativa. No entanto, muitas dúvidas ainda surgem: Quando ela é indicada? Qual tipo de problema de visão ela resolve? Qualquer um pode fazer? Quais os riscos? 

A seguir, vamos responder estas e outras perguntas para que você tenha tranquilidade e segurança para decidir o melhor momento de realizar este procedimento cirúrgico. 

O que é a cirurgia refrativa? 

A cirurgia refrativa é uma técnica que utiliza um laser de alta precisão para modificar a curvatura da córnea, uma das lentes naturais do olho. Ela é uma das responsáveis por focar as imagens na retina, a parte do olho que capta a luz e envia os sinais para o cérebro. 

Quando a córnea tem alguma alteração de forma, curvatura ou de tamanho, a imagem não é focalizada corretamente na retina, causando erros de refração como: 

  • Miopia: dificuldade para enxergar de longe; 
  • Hipermetropia: dificuldade para enxergar de perto; 
  • Astigmatismo: visão distorcida ou embaçada em todas as distâncias; 
  • Presbiopia: perda da capacidade de focar objetos próximos, também conhecida como vista cansada. 

A cirurgia refrativa visa corrigir esses problemas, alterando a forma da córnea com o laser e permitindo que ela foque as imagens com mais precisão. 

O principal objetivo deste tipo de procedimento cirúrgico é reduzir (ou eliminar) a dependência de óculos ou lentes de contato, melhorando a qualidade de vida das pessoas. 

Como é realizada a cirurgia refrativa? 

A cirurgia refrativa é feita com o uso de um laser de alta precisão que atua na córnea. O laser utiliza luz ultravioleta para remodelar a córnea minuciosamente. A modificação da curvatura da córnea é o que proporcionará os resultados desejados e corrigirá os erros de refração. 

As principais técnicas de cirurgia refrativa atualmente são: Lasik e PRK. 

Lasik 

Nesta técnica, o laser faz um corte na camada superficial da córnea (flap), e remove parte do tecido corneano alterando seu formato, corrigindo o erro de refração. 

Este procedimento é comumente recomendado para pacientes com miopia de 1 a 9 graus, hipermetropia de 1 a 5 graus e astigmatismo de 1 a 4 graus. 

No Lasik a recuperação visual é rápida, e o paciente precisa utilizar colírios antibióticos e anti-inflamatórios, descansar e evitar a luz, especialmente nas primeiras 24 horas após a cirurgia. 

PRK 

Esta é uma técnica sem cortes, em que o laser é aplicado diretamente na superfície da córnea. Este método pode tratar astigmatismo, hipermetropia e miopia, de forma semelhante ao Lasik, mas é mais utilizado em pacientes com córneas mais finas. 

No pós-operatório, o paciente deve usar uma lente de contato terapêutica na superfície da córnea para ajudar na cicatrização e aliviar o desconforto, juntamente com colírios antibióticos e anti-inflamatórios. A recuperação pode levar de 3 a 5 dias. 

Todo mundo pode fazer esta cirurgia nos olhos? 

A cirurgia refrativa não é indicada para todas as pessoas que usam óculos ou lentes de contato. É preciso atender alguns critérios para ser elegível ao procedimento, como: 

  • Ter mais de 18 anos; 
  • Ter estabilidade do grau há pelo menos um ano; 
  • Ter córnea saudável e com espessura adequada; 
  • Não ter doenças oculares, como catarata, glaucoma ou ceratocone; 
  • Não ter doenças sistêmicas, como diabetes, lúpus ou artrite reumatoide; 
  • Não estar grávida ou amamentando. 

Além disso, é fundamental fazer uma avaliação pré-operatória com o oftalmologista, que vai medir o grau, examinar a córnea e a retina e indicar o melhor tipo de cirurgia refrativa para cada caso.

Quais são os riscos da cirurgia refrativa? 

A cirurgia refrativa é um procedimento muito seguro e eficaz, mas como toda cirurgia, pode apresentar alguns riscos ou complicações como: 

  • Infecção ocular; 
  • Inflamação ocular; 
  • Olho seco; 
  • Sensibilidade à luz; 
  • Visão noturna ruim; 
  • Flutuação do grau; 
  • Regressão do grau; 

No entanto, é importante frisar que esses riscos são raros e podem ser minimizados com uma boa indicação cirúrgica, uma técnica adequada e um acompanhamento pós-operatório rigoroso.  

Por isso, é essencial contar com um centro de referência em oftalmologia que dispõe de equipe especializada e equipamentos de ponta para garantir a segurança de qualquer procedimento cirúrgico.  

Como é a recuperação da cirurgia refrativa? 

A recuperação da cirurgia refrativa varia de acordo com o tipo de técnica utilizada e a resposta individual de cada paciente. Em geral, a recuperação da cirurgia LASIK é mais rápida e confortável do que a da cirurgia PRK. 

Após a cirurgia, o paciente deve usar um colírio antibiótico e anti-inflamatório por alguns dias, conforme orientação médica. Também deve evitar coçar ou esfregar os olhos, usar maquiagem, entrar em piscina ou mar, praticar esportes de contato ou que possam causar trauma ocular, e expor os olhos ao sol sem óculos escuros. 

A melhora da visão costuma ocorrer logo após a cirurgia ou nos primeiros dias. No entanto, pode haver alguma flutuação do grau ou visão embaçada nas primeiras semanas.  

Por isso, mais uma vez frisamos a importância de realizar a cirurgia e todo o acompanhamento pós-operatório com uma equipe de médicos oftalmologistas experientes, com equipamentos de última geração e em um ambiente acolhedor. 

Se você está pensando em realizar sua cirurgia refrativa, agende uma consulta no Centro Oftalmológico Integrado – COI, e nos deixe fazer você ver o mundo com mais vida! 

Revisão médica: Dr. Celso Lopez

Médico oftalmologista

CRM 75275

Receba nossas novidades

Inscreva-se gratuitamente em nossa newsletter.

Inscrever

Ao inscrever-se você está de acordo com as Políticas de Privacidade e Termos de uso.

Posts recentes:

Com o progresso da oftalmologia ouvimos falar cada vez mais sobre cirurgia refrativa. No entanto,

A oftalmologia pediátrica é uma subespecialidade da oftalmologia que confere cuidados e tratamentos específicos para

A degeneração macular relacionada à idade (DMRI) é uma doença ocular que afeta a parte

Agende uma Consulta
Agende agora mesmo uma avaliação oftalmológica.