acessórios de usar na piscina no verão

Saiba quais são os cuidados básicos com os olhos no verão

Siga as recomendações dos nossos especialistas para proteger sua visão na época do ano onde há maior incidência de raios ultravioletas. 

Agora que a temporada de verão finalmente chegou, é hora de partir para a praia, para a piscina e garantir a correta proteção para seus olhos. Como assim? Sim, não é porque a estação mais quente do ano chegou que você vai deixar de lado a saúde dos olhos. Aliás, é nesse momento em que há mais riscos de exposição dos seus olhos aos raios ultravioletas (UV) e outros perigos dos quais você pode não estar ciente.

A estação mais quente do ano é também propícia para o aumento de casos de infecções, alergias e transtornos ocasionados pela radiação solar. Entre os principais problemas que afetam a visão nessa época do ano estão: conjuntivite, ceratite (inflamação da córnea) e olho seco.

De acordo com especialistas, o período de calor, seguido dos dias de períodos chuvosos do verão, são uma receita propícia para aparecer problemas nos olhos. Isso porque o calor facilita a proliferação de bactérias e os ambientes fechados durante as chuvas criam condições favoráveis para a disseminação de vírus.

Não devemos esquecer também que nessa época do ano, as águas das piscinas e praias podem estar mais contaminadas pelo acúmulo de pessoas, propiciando a propagação de vírus, fungos e bactérias.

Separamos algumas dicas úteis que valem a pena seguir se você estiver procurando por cuidados oftalmológicos adequados, veja a seguir:

Cuidados básicos com os olhos no verão:

Óculos de sol ou óculos de proteção

Sempre que estiver ao ar livre sob o sol, use óculos de sol que ofereçam proteção UV adequada. Se este não for o caso de seus óculos, é provável que eles estejam causando mais danos do que benefícios aos seus olhos.

Mas como saber se meus óculos têm proteção UV?

O ideal é que você já fique atento a essa informação no ato da compra. Você deve procurar rótulos com proteção UV 400 ou 100% contra os raios UVA e UVB.

Mas se você não lembra dessa informação quando você adquiriu o acessório, fique atento se ao usar os óculos você sente dores de cabeça e ou ardência nos olhos. Se sim, é hora de trocar seu acessório, pois ele não possui a proteção adequada.

Existem equipamentos em consultórios oftalmológicos que conseguem verificar a presença e eficácia dos filtros UVA e UVB nas lentes dos óculos. No COI, por exemplo, utilizamos o lensometro digital que permite fazer essa avaliação.

Use um outro acessório para proteger seus olhos

Enquanto óculos de sol oferecem a primeira linha de defesa, é sempre melhor usar um chapéu para proteger o sol ou uma viseira como proteção extra. Afinal, todo cuidado é pouco para preservar seus olhos dos raios solares.

Use óculos de sol mesmo com o tempo nublado

Não é uma má ideia usar óculos de sol durante o tempo nublado. Você deve estar pensando que nossos especialistas estão sendo cuidadosos demais?

Na verdade, tomar essa proteção extra garante um bom cuidado com os olhos e os protege dos raios UV. Afinal, eles estão lá mesmo em dias nublados (lembre-se dessa dica não só no verão, mas em todas as estações do ano!).

Mantenha-se hidratado

É muito importante manter a pele e os olhos hidratados. Beba sempre água mineral ou filtrada (mínimo de dois litros por dia) para evitar olhos e pele desidratados.

Mantenha os olhos lubrificados com colírios

Às vezes, manter-se hidratado não é suficiente. É nessa hora que se deve ter um colírio à mão (depois de consultar um oftalmologista para saber o mais adequado), porque o verão abre caminho para o ressecamento e irritação ocular, que muitas vezes termina em dor nos olhos ou inchaço.

Para dar adeus a essa condição, recomenda-se o uso de colírios sob prescrição médica. Ele lubrificará os olhos e eliminará a dor e o ressecamento.

Não abra os olhos dentro da água

Na hora do banho de piscina, mar ou rio, evite abrir os olhos dentro da água sem o uso de óculos adequados. Mas por que essa regra?

Ao fazer esse movimento, o olho ficará exposto mais facilmente a possíveis irritações e o contágio de doenças infecciosas, tais como as conjuntivites químicas (causadas pelo cloro), virais e bacterianas.

Evite o sol no período maior radiação

Sempre que possível, tente ficar dentro de casa, especialmente, durante o sol das 10h às 16h. É nesse horário que a força do sol está no máximo e a radiação ultravioleta no auge.

Se precisar sair nesse período de maior radiação solar, use lentes solares polarizadas, pois elas reduzem o brilho e propiciam maior conforto.

Cuidado ao passar o protetor solar

Ao aplicar o protetor solar, tente evitar qualquer contato com os olhos, pois isso pode causar irritação. Se sentir alguma irritação, lave bem os olhos com água limpa.

Com a chegada do verão, crescem as chances de as pessoas aplicarem uma grande quantidade de protetor solar no rosto.

Mas é preciso ter um cuidado redobrado para aplicá-lo ao redor dos olhos e na região das pálpebras. Por quê?

Os protetores solares, com alto FPS, geralmente causam desconforto aos olhos. Embora não cause danos permanentes a sua visão, podem causar queimaduras químicas na superfície dos olhos. E isso pode significar um pouco de desconforto e dor nos olhos por alguns dias.

Seja no verão, inverno, primavera ou outono, no Centro Oftalmológico Integrado (COI), nos preocupamos com a saúde de seus olhos. Nosso objetivo é fornecer tudo o que você precisa para proteger sua visão.

Solicite um agendamento hoje mesmo com os nossos especialistas!

Revisão médica: Dr. Celso Lopez

Médico oftalmologista

CRM 75275

Receba nossas novidades

Inscreva-se gratuitamente em nossa newsletter.

Inscrever

Ao inscrever-se você está de acordo com as Políticas de Privacidade e Termos de uso.

Posts recentes:

Cuidar da visão é essencial para manter a qualidade de vida e desempenho no ambiente

A retinopatia diabética é uma complicação ocular que afeta pessoas com diabetes. Ela ocorre devido

A catarata é uma doença ocular que afeta o cristalino, a lente natural do olho

Agende uma Consulta
Agende agora mesmo uma avaliação oftalmológica.