You are currently viewing Cirurgia refrativa – O que é, como funciona e quais os riscos?

Cirurgia refrativa – O que é, como funciona e quais os riscos?

A refração é o estudo da passagem de luz entre um meio e outro. Em meios diferentes, a luz se comporta de maneira diferente.

No nosso olho também existe passagem de luz e, portanto, ocorre o fenômeno de refração: a luz passa da atmosfera para o interior do olho.

Um olho que não possui a refração adequada, acaba produzindo imagens sem nitidez, causando vícios de refração, que são mais conhecidos como miopia, hipermetropia e astigmatismo.

Ao realizar uma cirurgia refrativa, portanto, é feito um procedimento cirúrgico a laser que visa corrigir a refração dos olhos e, assim, eliminar estes vícios (miopia, hipermetropia e astigmatismo).

A seguir, você entenderá melhor como funciona esta cirurgia, para quem é indicada, quais os benefícios e muito mais.

Como funciona a cirurgia refrativa?

Se você utiliza óculos ou lente de contato e quer se ver livre destes acessórios, além de corrigir as falhas em sua visão, a cirurgia refrativa pode ser a melhor opção.

Para saber se você pode realizar o procedimento, o primeiro passo é realizar um exame, a fim de identificar se a sua córnea tem a espessura e curvatura adequadas para receber o procedimento.

A cirurgia refrativa é realizada através de uma técnica que utiliza um laser específico, que age no globo ocular (córnea). O laser normalmente utiliza luz ultravioleta para manipulação da córnea e minuciosa remodelagem da mesma. A modificação da curvatura da córnea é que dará os resultados desejados e a correção dos erros de refração.

As principais técnicas para cirurgia refrativa utilizadas atualmente são: Lasik e PRK.

Lasik

Nesta técnica, o laser realiza um pequeno corte na camada superficial da córnea, para remover uma pequena parte deste tecido e, assim, alterar o formato dela, a fim de consertar o vício refrativo.

Este procedimento é comumente indicado para pacientes que tenham miopia de 1 a 9 graus, hipermetropia de 1 a 5 graus e astigmatismo de 1 a 4 graus.

Não há necessidade de cortes ou pontos e, por isso, basta que o paciente faça repouso e evite o contato com a luz, principalmente nas primeiras 24 horas após a cirurgia.

PRK

Essa é uma técnica sem cortes, onde o laser é aplicado diretamente na superfície da córnea, também chamada de Ceratectomia Fotorrefrativa.

Este método pode tratar astigmatismo, hipermetropia e miopia, de forma semelhante às indicações do Lasik, porém mais utilizado em pacientes com córneas mais finas.

No pós-operatório o paciente deve utilizar uma lente de contato terapêutica na superfície da córnea para auxiliar na cicatrização e aliviar os desconfortos. A recuperação pode levar de 3 a 5 dias.

Anestesia e pós-operatório

Como você pôde ver, todos os métodos são pouco invasivos, necessitando apenas de anestesia local, feita por meio da aplicação de colírios.

O pós-operatório é tranquilo, exigindo apenas descanso, geralmente bloqueio da luz direta nos olhos e, em casos de maior desconforto, aplicação de colírios.

Benefícios da cirurgia refrativa

A cirurgia refrativa traz inúmeros benefícios ao paciente.

Liberdade

O principal deles é a liberdade de não precisar mais de óculos ou lentes. Sem estes empecilhos você pode praticar esportes, ir à praia, tomar banho de mar e até mesmo ir ao cinema assistir a um filme 3D, sem se preocupar com o desconforto que os óculos podem gerar.

Economia

A cirurgia refrativa corrige os problemas de visão e, assim, é possível ficar por vários anos sem sofrer com mudanças de grau, por exemplo.

Já que não é necessário trocar as lentes dos óculos, sua armação ou ficar comprando novas lentes de contato, gera-se uma grande economia.

Segurança

A cirurgia refrativa tem índice de sucesso maior que 95%. Dessa forma, aqueles que passam pelo procedimento, se sentem seguros, e raramente precisarão de outras técnicas de correção.

Cirurgia e pós-operatório simples

A cirurgia refrativa não é invasiva e não requer muito tempo de preparação e pós-operatório.

Em alguns casos, é possível voltar às atividades normais em um ou dois dias.

Elevação da autoestima

Algumas pessoas não se sentem confortáveis com óculos e preferem estar sem eles. Além disso, algumas pessoas reclamam da dificuldade de usar maquiagem enquanto utilizam o acessório. Para estas pessoas a cirurgia refrativa também traz benefícios estéticos e ajuda a aumentar a autoestima.

Quem pode fazer a cirurgia refrativa?

A cirurgia refrativa é mais indicada para pessoas a partir dos 21 anos, que possuem problemas oculares como astigmatismo, hipermetropia e miopia e que desejam corrigir seu erro de refração. No entanto, é preciso que este grau esteja estabilizado há um tempo para realizar a cirurgia.

Este procedimento cirúrgico não é indicado em alguns casos:

  • Menores de 18 anos;
  • Grávidas (pois a gravidez deixa o grau instável);
  • Pacientes com córnea muito fina (abaixo de 400 micrômetros);
  • Pacientes diagnosticados com ceratocone, ambliopia severa, doenças sistêmicas autoimunes (como diabetes e lúpus), catarata, glaucoma, herpes ocular, plaquetopenia, Aids.

Onde fazer a cirurgia refrativa?

Apesar de ser uma cirurgia pouco invasiva e segura, é importante que ela seja feita com muito cuidado, por profissionais qualificados e utilizando equipamentos modernos e seguros, afinal, trabalha-se com algo sensível: a visão.

Se você quer ter segurança e o acompanhamento dos melhores médicos especialistas, venha até o Centro Oftalmológico Integrado (COI).

O COI possui equipamentos de ponta para diagnóstico e tratamento de diversas doenças oculares, bem como para avaliação e acompanhamento de pacientes que desejem obter os benefícios da cirurgia refrativa.

Agende uma consulta agora mesmo pelo telefone, WhatsApp ou agendamento on-line em nosso site.

Conte com nossa ajuda para recuperar o conforto e a clareza da sua visão, para que você possa apreciar toda a beleza da vida!