You are currently viewing 4 sinais que podem indicar a hipermetropia infantil

4 sinais que podem indicar a hipermetropia infantil

Mais de 100 mil crianças possuem alguma deficiência visual, segundo dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). Dentre as principais está a hipermetropia.

A hipermetropia infantil é uma das grandes responsáveis por doenças oculares que vem a se desenvolver durante a fase adulta. O quanto antes essa condição for identificada, mais cedo ela poderá ser tratada, aumentando a qualidade de vida e a saúde ocular das pessoas.

Sendo assim, confira a seguir alguns sinais que podem indicar esse problema de visão em crianças e saiba como identifica-los para buscar auxílio médico e evitar problemas mais graves.

O que é hipermetropia?

A hipermetropia é um problema de visão caracterizado pela dificuldade em enxergar objetos próximos. Isso acontece porque o olho da pessoa que possui hipermetropia tem alteração no seu diâmetro ocular, tornando o olho pequeno.

Por conta disso, as imagens são formadas depois da retina, sendo que o correto é que elas fossem formadas na própria retina. Esse “desencontro” acaba tornando as imagens embaçadas.

Por que a hipermetropia é tão comum em crianças?

A hipermetropia infantil é uma condição muito comum. Ela ocorre porque o corpo da criança está em desenvolvimento durante os primeiros anos de vida e, assim, é possível que durante um período os olhos tenham um tamanho inadequado.

Ao longo dos anos, com o crescimento da criança, os olhos acabam se desenvolvendo e tomando dimensões mais adequadas, corrigindo, assim, os problemas de visão.

No entanto, mesmo sendo uma condição comum, a hipermetropia infantil precisa ser acompanhada, a fim de garantir que não seja agravada.

Sinais que podem indicar hipermetropia infantil

A seguir listamos alguns dos sinais mais comuns que podem indicar hipermetropia infantil. Fique atento às crianças que fazem parte do seu convívio e, caso suspeite que elas possam estar sofrendo com este problema de visão, procure um oftalmologista.

1 – Dificuldade em focalizar imagens mais próximas

Enquanto a miopia se caracteriza pela dificuldade em enxergar de longe, a hipermetropia infantil dificulta a focalização de imagens próximas.

Se a criança precisa afastar muito seu rosto para poder fazer a leitura de um livro, enxergar o que está em uma tela, ou até mesmo tem dificuldade com brincadeiras que exijam precisão de detalhes e visão mais próxima, isso pode ser um indicativo de hipermetropia infantil.

2 – Falta de concentração e dificuldade na realização de tarefas escolares

Crianças que possuem hipermetropia costumam apresentar dificuldade de concentração e, principalmente, problemas ao realizar as tarefas escolares. Ler livros, responder a questões em lições de casa, se tornam extremamente difíceis, visto que a dificuldade de focalização atrapalha o entendimento e a correta realização das tarefas. Isso ocasiona dificuldade de concentração e, pode se refletir no comportamento da criança.

3 – Dores de cabeça constantes

Queixa de dor de cabeça constante, também pode ser um sinal de hipermetropia infantil. Na tentativa de enxergar de perto, a criança força muito os seus olhos, cerrando suas pálpebras levando à dores de cabeça constantes.

4 – Olhos lacrimejantes ou que piscam muito

Esse esforço realizado na focalização de objetos também pode deixar os olhos vermelhos e lacrimejantes. Com a visão cansada devido ao esforço, os olhos acabam piscando demais, causando, muitas vezes, importante incômodo para as crianças.

Caso note este ou qualquer outro sinal citado, busque apoio de um profissional especializado em cuidar da saúde ocular das crianças, o oftalmopediatra.

Quais os tratamentos para a hipermetropia infantil?

Na maioria dos casos de hipermetropia infantil é aconselhado o uso de óculos que auxiliem a criança a enxergar melhor.

É importante que seja feito um acompanhamento periódico com oftalmologista, pois é comum durante o desenvolvimento da criança ocorrer oscilações na graduação da hipermetropia.

É possível que, ao chegar à idade adulta, o grau estabilize ou até mesmo aconteça a diminuição da hipermetropia.

Hipermetropia e estrabismo

Caso a criança tenha estrabismo convergente associado à hipermetropia, pode ser recomendado o uso de óculos, tampão, associados ou não à cirurgia corretora de estrabismo ainda durante a infância.

Esses procedimentos acabam sendo indicados como forma de prevenir e tratar sérias complicações oculares decorrentes do estrabismo. A criança estrábica tende a desenvolver melhor a visão de apenas um dos olhos. O olho que mais desvia, perde capacidade visual, resultando na ambliopia, também conhecida como “olho preguiçoso”. O uso do tampão e dos óculos de forma adequada e na idade certa podem recuperar a visão do olho estrábico. A cirurgia corretora do desvio ocular tende a ser feita somente após a recuperação da visão do olho amblíope.

Portanto, se você notou algum dos sinais citados e quer evitar o agravamento de problemas oculares em seus filhos, procure ajuda dos especialistas do COI KIDS. Nossa equipe tem como principal missão proporcionar a melhor qualidade visual possível para as crianças e, consequentemente, aos adultos que elas vão se tornar.

Sabemos que problemas de visão podem atrapalhar o desenvolvimento dos nossos pequenos. No COI, mais de 80% do corpo clínico é composto por oftalmopediatras que amam o que fazem e estão preparados para cuidar das crianças da melhor maneira possível.

Agende agora uma consulta, venha conhecer nosso Centro Oftalmológico e deixe a visão de quem você ama em boas mãos!